segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Saindo do Limite




Continuo na saga para melhorar a minha situação financeira. Essa semana tem algumas novidades: seguindo o conselho de várias pessoas que recebi através dos comentários, decidi finalmente dar fim ao plano de previdência que pagava para os meus filhos.

Era uma questão óbvia que eu não estava enxergando: estava tirando um dinheiro que eu não tinha, e que estava saindo do limite do cheque especial, pagando juros de 12% ao mês para ganhar bem menos que 12% ao ano. Não tem fundamento, né?  Mas afinal, o óbvio só é óbvio para os olhos preparados.

Além de me livrar de uma despesa mensal de 157 k, ainda me deu um valor de 3500 ks, recebidos de saldo que estava lá depositado, e a taxa de carregamento nem foi tão alta como eu imaginava: ficou em aproximadamente 2%. Valeu muito a pena, afinal, era o dinheiro que eu precisava para cobrir o limite do cheque especial.

Depois de muitos meses pagando juros absurdos, eu consegui quitar o limite do cheque especial. Estou no Azul. Era comum o meu salário entrar e depois de quitar todas as minhas dívidas, eu ficar imediatamente no vermelho, conforme vocês podem perceber no fechamento das dívidas dos meses anteriores.

Esse mês estava acontecendo a mesma coisa e o meu saldo já estava em uns dois mil e quinhentos reais negativos.Com a entrada desse valor de 3500 ks da previdência, paguei o limite e ainda fiquei com uns mil reais de crédito na conta, para passar o restante do mês sem recair no cheque especial.

O desafio que coloquei para mim agora é não voltar de maneira nenhuma a utilizar o limite do cheque especial, acabar com esse câncer que estava tirando a minha paz e levando embora todo mês uma boa quantia em juros. Entrar no cheque especial é algo muito fácil, mas sair dele é algo extremamente complicado. Acabou essa fase. Não pago mais juros de cheque especial.

Cartão: o próximo desafio


A minha meta a partir de agora é zerar os cartões de crédito, parar de pagar faturas astronômicas e procurar, sempre que possível, só comprar à vista. Nesse momento eu não estou muito preocupado com os pontos, as milhas e outras “vantagens” oferecidas pelas administradoras de cartões de crédito.  Meu foco é diminuir drasticamente o valor das faturas e não realizar compras parceladas, com parcelas a perder de vista.

O Seguro do Carro


Outra questão que estou considerando é cancelar o seguro do meu carro. É isso mesmo, cancelar. O seguro do carro me consumirá 1200 k de um dinheiro que eu não tenho. Já paguei uma parcela de 300, o que me dá direito a gozar do seguro até o final do mês de março. Estou planejando cancelar, inclusive já estornei o pagamento da mensalidade desse mês de fevereiro, pois isso poderia comprometer o meu orçamento e me levar novamente a utilizar o limite do cheque especial.


Li diversos artigos sobre o cancelamento ou não do seguro do auto, e entre os argumentos prós que estão me levando a tomar essa decisão são: não tenho planos de fazer nenhuma viagem de carro esse ano. A casa onde moro tem garagem e o lugar em que trabalho também. Moro em uma pacata cidade do interior, onde o índice de roubo de carro é zero, bem como, o de acidentes. Em quatro anos de seguro, nunca tive um sinistro. Então só mantenho mesmo o seguro para o caso de viagens. Além de todos esses fatores, tem o fator mais óbvio: não estou em condições financeiras de despender três parcelas de trezentos reais nos próximos meses, pois isso poderia comprometer o meu orçamento e me fazer voltar a utilizar o cheque especial. E vocês, o que acham disso? Todas as sugestões, como sempre, são bem-vindas!

Então é isso meus amigos, sigamos em frente. O meu muito obrigado àqueles que têm despendido um pouco do seu tempo para acompanhar a minha trajetória e oferecer as preciosas sugestões que estão me fazendo perceber o que sozinho não perceberia. Já começo a colher os dividendos do blog e a sentir alguma diferença em meu orçamento, e vejam que não tem nem dois meses que comecei a saga da virada do jogo.






13 comentários:

  1. Que tal ficar apenas com o seguro contra terceiros? Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anô,

      É algo a se pensar. Considerando que tenho seguro garantido (já pago) até março/18, vou considerar essa ideia até lá. Obrigado pela sugestão. Abraços!

      Excluir
  2. Tá indo bem AVJ, se livrando cada vez mais das despesas.

    Quanto ao seguro, eu faço o seguinte. Meu carro não vale nem 15.000, mas é um carrinho bom. Coloquei um rastreador nele, acompanhamento tempo real, e com corte de combustível em caso de assalto. Paguei cerca de 120 no mercado livre. Mais 100 pra o rapaz colocar. A instalação é muito simples. Pronto. Quanto a roubo, já fico mais despreocupado. Também não sou de viajar muito, e mesmo assim, dirijo bem, a probabilidade de ocorrer um sinistro que valha a pena ter seguro é baixa. Quanto a roubo eu também adotei o cadeado de pedal e direção, é um verdadeiro afasta bandido. Poderias pensar nisso.

    Quebra esses cartões aí colega, rsrs.
    Mas é verdade, nem se preocupe com milhas, bem melhor é ficar livre de dívidas.

    Abração e fica com Deus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí D.P.

      Pois é, estou fazendo o possível para melhorar as finanças e já estou colhendo alguns frutos de certa forma.

      Gostei muito da sua ideia sobre o rastreador e o cadeado de pedal e direção. Esse tipo de mecanismo simples já dificulta bastante a ação de ladrões. Vou analisar se é viável para o meu caso.

      Quanto aos cartões, está muito próximo de chegar o dia em que poderei quebrá-los..rsss, com certeza vou comemorar muito esse dia!

      Obrigado pelas dicas, abraços!

      Excluir
  3. Parabéns Virada!
    sua tomada de consciência gerou uma tomada de decisão importante, e agora é comemorar essa primeira vitória.
    Temos uma grande vantagem com relação as demais categorias de trabalhadores: um noção real de quanto ganhamos e estabilidade para organizar as finanças.
    Sei que até o fim do ano vai apresentar outras vitórias significativas como essa.
    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Naza!

      Obrigado pela força !

      A previsibilidade da renda é um fator vantajoso para quem trabalha no serviço público, assim fica bem mais fácil fazer um planejamento.

      Abraços.

      Excluir
  4. Boa AVJ, está no caminho certo, mas lembre-se o caminho é longo e difícil! persista até o final!
    Esse lance de seguro é bem complicado msm... Nunca tive seguro, agora que peguei um carro novo decidi fazer, mas é mto caro!!! eu estou pensando bastante a respeito tb, pois é uma baita grana que compromete qualquer orçamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anô,

      Obrigado por me lembrar que o caminho é longo e difícil, não posso esmorecer porque ainda tem muito chão para ser palmilhado. A caminhada só está começando ...

      Sobre o seguro do carro, realmente o valor que se paga é muito alto para uma possibilidade de sinistro bem remota, a depender da situação de cada um. No meu caso mesmo, eu acredito que dá pra abrir mão, desde que seja tomada algumas precauções, conforme colocou o amigo diário aí em cima.

      Forte abraço!

      Excluir
  5. Olá.

    Equilibrar o orçamento exigirá muito esforço. O ideal é nos livrarmos de dívidas caras como a do cheque especial ou cartão de crédito. Realmente não adianta investir com dívidas pressinovando o orçamento.

    Você está no caminho certo.Reveja o seu orçamento mensal.Há algo que possa ser cortado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. G65,

      Obrigado pela visita e pelas dicas. Estou constantemente monitorando o meu orçamento para ver onde poderei cortar desepesas e sair o mais rápido possível dessa situação de endividamento. Por outro lado, estou pensando em diversas formas de empreender para aumentar a renda, inclusive com algumas ideias já em prática.

      Abraços!

      Excluir
  6. Fala, AVJ. Fico feliz de ver que está conseguindo sair dessa areia movediça chamada dívidas.

    Quanto ao seguro, eu jamais andaria sem. E se vc bate seu carro num importado? Acredite, shit happens!

    Pelo menos veja a possibilidade de manter pelo menos o seguro de terceiros.

    No mais, desejo boa sorte na caminhada, colega.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concursado Investidor,

      Estou aí na luta, aos poucos conseguindo pelo menos respirar um pouco.

      Quando ao seguro, eu penso nessa possibilidade, do risco que estarei correndo sem ele. Por isso estou pensando seriamente em fazer um seguro apenas de terceiros.

      Forte abraço!

      Excluir

Obrigado pelo comentário.

O Melhor dia Para Plantar Uma árvore

Fazendo uma leitura hoje de um artigo no blog do amigo Julius , me deparei com essa frase:  " O melhor dia para se plantar um...